Feliz Natal!

No frio, a alegria floresce através do balançar dos sinos.

Sem descanso, as festas são preparadas com a esperança de que o menino nasça nas palhas da humanidade.

O galo acorda a saudade que invade o peito dos familiares.

As prendas são um abraço da memória na partilha de um renascimento eterno.

À luz do passado, o Pai Natal regressa nos abraços e sorrisos das crianças.

No presépio, os sonhos são presentes que oferecemos a nós próprios.

O pinheiro decorado com carinho, amor e afeto é um grande projeto de solidariedade.

Carolina Ferraz

10º 52

Querido Pai Natal,

Eu sei, eu sei precisamente o que estás a pensar: «Como é que, depois de um ano como este, esta safada ainda se atreve a pedir-me o que quer que seja?». Eu não estou aqui para tentar suavizar a minha situação e apagar o meu historial, eu responsabilizo-me por todos os meus erros e asneiras, apenas quero que me perdoes, que compreendas as minhas explicações e, talvez, que possas concretizar algum dos meus desejos natalícios.

Eu admito ser culpada, sei que não fui aquela filha, neta, irmã ou amiga de sonho e também tenho a noção de que muitas vezes não estive à altura daqueles que me querem bem. Por favor, eu só quero redimir-me! Não vou fazer promessas que sei que são irrealizáveis, mas posso afiançar-te que serei uma pessoa melhor e ultrapassarei os limites que, inocentemente, impus a mim própria em 2012.

Oh, Pai Natal, podes pensar que estou a ser demasiado exigente, gananciosa e insatisfeita com a sorte que a vida me concedeu… Mas não! Eu agradeço todos os dias aos poderes superiores que comandam a minha saúde, casa, alimentação, amor, família, amigos, segurança… Eu simplesmente quero conseguir estar ao nível de tudo e todos e poder aproveitar e cumprir o fado do meu percurso neste local passageiro da minha alma.

Assim, tentarei ser uma melhor aluna e conseguir melhores notas, tentarei ser uma atleta mais empenhada e receber mais medalhas, tentarei alargar a minha pequena horta para um prado de conhecimentos, tentarei ser digna da educação que me foi dada e não desapontar quem me é querido, tentarei igualar a felicidade dos outros à minha, tentarei amar mais e talvez ponha em hipótese o ser amada!

É a partir das minhas decisões presentes que traço o meu futuro e, por isso, escolho os meus planos de vida e incluir neles não só o meu ser egoísta, mas toda a comunidade que me envolve. Garanto-te que refletirei mais nos motivos das minhas escolhas pessoais, nos meus receios e nas minhas aspirações, nas minhas ações e nas suas consequências, aprenderei a enfrentar as minhas responsabilidades e deveres. Isto posso jurar-te, meu caro. Comprometo-me a ajudar os outros, os mais desfavorecidos não só a nível de bens materiais, mas também de espírito. Asseguro-te ainda que cuidarei da Mãe Natureza e farei os possíveis para contribuir para uma paz global.

Meu adorado e nunca esquecido Pai Natal, meu velhinho de longas barbas brancas e com o coração do tamanho do mundo, só te peço que me dês um “estilo grandíloquo e corrente” (tal como o abençoado Camões) para poder contribuir para o rumo da História e não desapontar o talento que me foi dado, ajuda-me a afastar e ignorar as más energias e a cultivar a irmandade, harmonia e unidade perante os povos do Planeta Azul.

Carlota Spínola

10º44

One thought on “Feliz Natal!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s