Povo lusitano

Povo português, nascido na Lusitânia,

Seus vícios incontestáveis

A ele lhe trazem fama.

Desdém infundado da cultura estrangeira,

Banhado pelo mar, outrora glorioso.

Hoje, em vergonha por erros ociosos

Feitos esquecidos, hoje desprezado

Aquele que governou é hoje o renegado.

*

Tantos conheceram o seu potencial,

Mas enganados foram por inatingíveis mentiras.

Ganância que consome, corrompe e queima,

Ferida que não sara porque a alma não engana,

Sentimento de fúria daquele que ama.

Pátria um dia honrada, que anda na lama.

Controlo perdido, inacabado destino,

Assim é o conto do lusitano esquecido.

*

Jéssica Pereira e Sílvia Micaela Sousa Gomes (12º44)

Docente: Teresa Rodrigues

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s