O essencial é invisível.

“Só se vê bem com o coração. O essencial é invisível para os olhos”

As emoções mais belas da vida são aquelas que são sentidas, tanto fisicamente como emocionalmente. Todas as outras, que podem ser explicadas, são igualmente boas, mas talvez não sejam tão essenciais como possamos pensar.

Para mim, o que há de melhor são aqueles sentimentos que não consigo explicar, em que fico muito tempo a pensar como posso exprimir aquilo que estou a pensar. Quase tudo o que acontece à nossa volta vai direto para o nosso coração; temos muita facilidade em nos focarmos no que não é necessário, como as coisas más do dia a dia, em vez de as usarmos em função de tirar partido disso em forma de lição para o nosso futuro. É aí que o nosso coração ‘’vê’’ aquilo que for preciso.

Concluo dizendo que nem tudo o que vemos é aquilo que é mais importante para nós, mas sim aquilo que sentimos, e que de facto é invisível aos nossos olhos.

Anita Fernandes (11º43)

Docente| Paula Barradas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s