Visita à biblioteca

Com a visita de estudo à biblioteca do edifício principal da Escola Secundária Jaime Moniz, fiquei a conhecer um pouco mais da história da escola e do processo de entrada e saída dos livros da biblioteca.

A biblioteca Jaime Moniz é a maior biblioteca escolar da Região Autónoma da Madeira . É uma biblioteca grande, ampla, espaçosa e luminosa que contém todo o mobiliário (cadeiras e mesas) e material necessário para qualquer aluno que queira usufruir dela. Os 58 132 livros estão distribuídos pelas várias subdivisões da biblioteca: para além de existir a sala principal, existem, também, a sala de trabalho dos professores; a hemeroteca, que é um local mais pequeno onde se encontram todo o tipo de revistas; a biblioteca de serviços de apoio, que é uma sala exterior onde se guardam livros, jornais , revistas, álbuns de fotografias e fichas de alunos antigos e onde os livros são registados no sistema do computador. Para além destas subdivisões, existem ainda, estantes no exterior da biblioteca onde se guardam biografias, livros sobre a história do liceu e livros escolares de há 50 anos.

Muitos dos livros da biblioteca podem ser infetados por insetos xilófagos que comem o papel dos livros. Por esta razão, os livros são inseridos numa câmara onde são desinfestados. Antigamente, a solução para este problema era o uso de pimenta.

Na biblioteca da escola, existe um processo muito organizado e rigoroso para o percurso dos livros. O primeiro passo do processo é a aquisição ou a doação, dependendo se os livros são comprados ou doados, o segundo passo é a carimbagem e a atribuição do número de registo, registando o livro no “Monografias”, que é o livro de registos dos livros da biblioteca (neste momento, estamos no 25º livro de Monografias). O próximo passo é a catalogação da qual fazem parte os seguintes passos: número de registo, título, autor, data e edição. Depois deste processo longo, os livros são indexados numa das oito divisões existentes na biblioteca (história, ciências puras, arte/desporto, filosofia, entre outras). Por fim, é colada, no livro, a cota que é uma etiqueta onde está escrito o número de registo e só depois o livro é arrumado. É um processo longo, mas, na minha opinião, necessariamente organizado e rigoroso.

Gostei muito da visita de estudo à biblioteca da escola, pois despertou-me mais interesse para requisitar livros que lá existem.

Beatriz Ferreira (11º41)

Docente| Paula Barradas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s