Acentuação gráfica

O novo Acordo prevê algumas alterações em relação à acentuação gráfica das palavras.

SUPRESSÃO DOS ACENTOS GRÁFICOS
Regra 1. Deixam de se acentuar graficamente as palavras paroxítonas com vogal tónica aberta ou fechada que são homógrafas de palavras proclíticas (que se submetem ao acento tónico da palavra seguinte):

Ex. “Quando vires o sinal vermelho, para!”; Tomou o avião para Lisboa.”
“A cozinheira pela as amêndoas.”; “Seguiu pela estrada.”
“O pelo do urso polar protege-o.”; “Eu pelo das costas depois de uma exposição ao sol”; “Uma criança em pelo brincava à beira-mar.”; “Enviei a encomenda pelo correio.”
“Para sobremesa quero uma pera.”; “E pera onde é a viagem?” (Gil Vicente, Auto da Barca do Inferno)
“O polo é um jogo praticado a cavalo num carro de relvado.”; “O atleta tem um polo branco.”; “O polo norte é demarcado pelo círculo polar ártico.”

Regra 2. Também prescindem de acento as palavras paroxítonas coa e pero:

Ex. “Ela coa o leite todas as manhãs.”; “Na Páscoa vou a Vila Nova de Foz Coa.”
“Comi um pero muito saboroso.”; “Esse homem chamava-se Pero Vaz.”

Regras 3. Não se acentua graficamente o ditongo oi em sílaba tónica de palavras graves: boia, boina, comboio, dezoito, heroico, estroina, introito, paranoico;

Regra 4. Não se acentuam graficamente as formas verbais paroxítonas da terceira pessoa do plural do presente do indicativo ou do conjuntivo em que o e tónico está em hiato com a terminação –em: creem, deem, descreem, leem, preveem, releem, reveem, veem.

Regra 5. Não se acentuam graficamente as formas dos verbos delinquir, arguir e redarguir, quando a vogal tónica é o u pertencente ao tema: delinquo, delinquis, delinqui; arguo, arguis, argui, arguem; redarguo, redarguis, redargui, redarguem.

USO DE FACULTATIVO DO ACENTO GRÁFICO

Regra 1. Usa-se facultativamente o acento agudo na primeira pessoa do plural do pretérito perfeito do indicativo dos verbos regulares da primeira conjugação: “Hoje, viajamos.”; “Ontem, viajámos ou viajamos.”; “Ontem, descansámos ou descansamos.”

Regra 2. Usa-se facultativamente o acento circunflexo na primeira pessoa do plural do presente do conjuntivo do verbo dar: “Ontem, demos um ramo de rosas à Maria”; “Oxalá, no próximo ano, dêmos ou demos um ramo de rosas à Maria.”

Nota: Continua a acentuar-se graficamente com acento circunflexo: a 3ª pessoa do singular do pretérito perfeito do indicativo do verbo poder – pôde– para distinguir esta forma da correspondente forma do presente do indicativo – pode.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s