XVI – XX

XVI. UM BELO LIVRO – Um belo livro é uma vitória ganha em todos os campos de batalha do pensamento humano. – Balzac (escritor francês)

XVII. A HISTÓRIA MARAVILHOSA DA DESCOBERTA DAS MÚSICAS DAS CANTIGAS DE MARTIN CODAX – Claro, sabem quem foi Martin Codax, uma figura cimeira dos poetas galego-portugueses. Pois bem, em finais de 1913, o livreiro-antiquário Pedro Vindel, no seu estabelecimento em Madrid, folheava um códice do século XIV que comprara havia pouco. Tratava-se da cópia manuscrita de uma obra de Cícero, autor latino. O livro, como tantos outros da época, fora encadernado posteriormente com uma grossa folha de pergaminho, que já fora usada de um dos lados. Ora Vindel, que era um profissional experiente, sabia que, entre os séculos XV e XVIII, os códices tinham sido frequentemente encadernados com pergaminhos medievais já usados. Ora, curioso, decidiu desmontar a encadernação da obra que tinha na mão. E quando descoseu o pergaminho,  viu, maravilhado, que na folha de 34 por 45 cms, a quatro colunas estavam manuscritas sete cantigas de amigo em galego, seis delas acompanhadas da pauta musical correspondente e a nota do nome do autor a vermelho: Martin Codax. Imediatamente o antiquário se dirigiu a um especialista na lírica medieval galego-portuguesa. Os textos já eram conhecidos dos cancioneiros, porém a grande novidade assentava nas notações musicais. Era a justificação para a designação de cancioneiro!

XVIII. RECORDAÇÃO – A recordação que deixa um livro é às vezes mais importante que o livro em si. – Adolfo Bioy Casares (escritor argentino)

XIX. UM GRANDE DICIONÁRIO DE LITERATURAS – Intitula-se Dicionário de Literatura (Literaturas Portuguesa, Brasileira, Galega e Africana de Expressão Portuguesa e de Estilística Literária), a melhor obra do género publicada entre nós, em nove volumes pela Figueirinhas. A direcção original é de Jacinto do Prado Coelho, tendo sido atualizada em 2002 por Ernesto Rodrigues, Pires Laranjeira e Viale Moutinho. Biografias, movimentos literários, publicações, estilística, bibliografias, etc.. Este dicionário existe na Biblioteca e no Arquivo Regional da Madeira.

XX. LITERATURA DO SÉC. XX – Para mim, este século que termina define-se na literatura em três nomes: Fernando Pessoa, Jorge Luís Borges e Franz Kafka. – José Saramago.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s